Chocolate pode acabar com desmatamento na África - Mercado do Cacau
Aguarde! Carregando...
X

Mercado do Cacau

Chocolate pode acabar com desmatamento na África

Chocolate pode acabar com desmatamento na África

O primeiro desafio está na necessidade de saber as origens precisas dos grãos

O grão de cacau é o ingrediente fundamental e insubstituível do chocolate e vêm de árvores que requerem climas e sistemas de polinização específicos. Essas condições são encontradas dentro e ao redor dos ecossistemas de florestas tropicais.

À medida que a demanda global por chocolate aumenta devido ao aumento da conscientização sobre os benefícios potenciais do chocolate amargo à saúde e ao aumento da renda disponível nas economias emergentes, as fazendas de cacau estão substituindo os últimos focos de biodiversidade restantes. A produção de cacau está altamente concentrada em alguns países da África Ocidental. A Costa do Marfim e Gana juntas produzem cerca de 62% do cacau mundial.

Apesar da recente atenção da mídia expondo o desmatamento ilegal do cultivo do cacau em ecossistemas criticamente protegidos, esses países experimentaram recentemente as maiores taxas de aumento do desmatamento no mundo. Em 2018, Gana experimentou um aumento de 60 por cento na perda de florestas em comparação com 2017, o maior aumento anual do mundo. A Costa do Marfim ficou em segundo lugar, com 26 por cento. O desmatamento tem impactos negativos irreversíveis sobre a biodiversidade, a saúde do solo e a capacidade dos ecossistemas de se adaptarem às mudanças climáticas.

O primeiro desafio está na necessidade de saber as origens precisas dos grãos do cacau para determinar se a fazenda onde foi cultivado substituiu a floresta primária. Rastrear os grãos do cacau até o nível da fazenda é particularmente difícil no setor do cacau da África Ocidental porque a produção está distribuída por milhões de pequenas fazendas de aproximadamente três a cinco hectares. Fonte: Agrolink

Deixe seu comentário para Chocolate pode acabar com desmatamento na África

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR ESTE POST! Deixe agora o Seu Comentário :)
Avalie Este Conteúdo: 1 2 3 4 5
[Aguarde, Buscando Dados!]
Notícias Relacionadas

Publicidade

Vídeos

Vídeos