Aguarde! Carregando...
X

Mercado do Cacau

Côte d´Ivoire (Costa do Marfim), maior produtor de cacau do mundo

Côte d´Ivoire (Costa do Marfim), maior produtor de cacau do mundo

A produção do cacau é feita de forma tradicional no país por cerca de 600 mil pequenos produtores familiares em áreas de 5 hectares em média

O país, que comemora sua independência dia 7 de agosto, produz em média 2,2 milhões de toneladas de cacau por ano, representando cerca de 42% da produção mundial. Toda a produção marfinense é exportada, até mesmo a parte processada, estimada em torno de 37 a 40%.

A Côte d´Ivoire (Costa do Marfim) exporta seu cacau principalmente para a União Europeia (os Países Baixos) com 67%, o restante para os Estados Unidos da América, América Latina, Ásia (China) e Oceania. O país é também conhecido mundialmente por sua produção de castanha de caju.

Segundo o embaixador Diamoutene Alassane Zié, a Côte d´Ivoire produz cerca de 1 milhão de toneladas de castanhas de caju bruta por ano. “Esta produção torna o país o primeiro produtor mundial de castanha de caju desde 2021. Exportamos principalmente para o Vietnã (com quase 70%), para Índia (com 25%) e uma pequena quantidade é exportada para os Estados Unidos da América”, explica o diplomata. Em entrevista exclusiva ao Diplomacia Business, o embaixador Diamoutene Alassane Zié fala também sobre as comemorações da data nacional do país, turismo, agricultura e outros assuntos. Veja a entrevista completa:

Diplomacia Business – A Côte d´Ivoire comemora sua data de independência em agosto. Como será essa comemoração dentro do país e no exterior?

Embaixador de Côte d’Ivoire au Brésil, Diamoutene Alassane Zié – A Côte d ?Ivoire tornou-se oficialmente independente em 7 de agosto de 1960, tendo como primeiro presidente, sua excelência o senhor FELIX HOUPHOUËT BOIGNY, conhecido como pai da nação marfinense. Este ano, a data de comemoração da independência será no domingo, dia 07 de agosto de 2022 em Yamoussoukro, capital política do nosso país.

Ao contrário dos anos anteriores, a comemoração do sexagésimo segundo aniversário da independência do país será marcada pela presença dos ex-presidentes da República, suas excelências Henri Konan BEDIE e Laurent GBAGBO, oriundos de partidos políticos diferentes do atual presidente, sua excelência, o senhor Alassane OUATTARA. A participação dos dois ex-chefes de Estado neste evento é a prova da consolidação da unidade nacional.

As festividades que marcam a comemoração da independência da Côte d´Ivoire articulam-se em torno dos grandes eventos seguintes:

A mensagem do presidente da República endereçada à nação na véspera da celebração da Independência Nacional, no dia 06 de agosto de 2022. Nesta mensagem, o chefe de estado faz o panorama sociopolítico e econômico do país.
O desfile Militar, no dia 7 de agosto de 2022, com a presença dos presidentes das instituições marfinenses, dos chefes de missões diplomáticas e organismos internacionais acreditados junto ao governo da República de Côte d´Ivoire etc.
No exterior, a festa da independência nacional é oficialmente organizada pelas embaixadas marfinenses. Este ano, em relação à embaixada da Côte d´Ivoire no Brasil, a celebração da independência será essencialmente marcada por um evento simbólico que reunirá toda a comunidade marfinense residente no Brasil.

A Côte d´Ivoire é a maior produtora mundial de cacau. Qual é a sua produção anual de cacau? Qual é a parte dessa produção destinada à exportação? E para quais países a Côte d´Ivoire exporta seu cacau? A produção é feita de forma tradicional ou por meio de técnicas modernas?

Embaixador Diamoutene Alassane Zié – A Côte d´Ivoire, maior produtor de cacau do mundo, produz em média 2,2 milhões de toneladas de cacau por ano, representando cerca de 42% da produção mundial. Toda a produção marfinense é exportada, até mesmo a parte processada, estimada em torno de 37 a 40%.

A Côte d´Ivoire exporta seu cacau principalmente para a União Europeia (os Países Baixos) com 67%, o restante para os Estados Unidos da América, América Latina, Ásia (China) e Oceania. Convém ressaltar que a produção de cacau é feita de forma tradicional por cerca de 600 mil pequenos produtores familiares em áreas de 5 hectares em média.

A Côte d´Ivoire também é conhecida mundialmente por sua produção de castanha de caju. Sua produção de castanha de caju é vendida in natura? Qual é a produção anual e para quais países a Côte d´Ivoire exporta sua castanha de caju?

Embaixador Diamoutene Alassane Zié – A Côte d´Ivoire produz cerca de 1 milhão de toneladas de castanhas de caju bruta por ano. Esta produção torna o país o primeiro produtor mundial de castanha de caju desde 2021. A Côte d´Ivoire transforma cerca de 14% de castanhas de caju bruta. Nosso país exporta principalmente para o Vietnã (com quase 70%), para a Índia (com 25%) e uma pequena quantidade é exportada para os Estados Unidos da América.

A maior basílica do mundo, a Nossa Senhora da Paz, fica em Côte d’Ivoire. O senhor poderia, por gentileza, nos falar dessa basílica e dos principais pontos turísticos do país?

Embaixador Diamoutene Alassane Zié – A Basílica de Nossa Senhora da Paz situada em Yamoussoukro, capital política da Côte d’Ivoire, foi construída pela vontade do primeiro presidente marfinense sua excelência FELIX HOUPHOUËT-BOIGNY. As obras da sua construção começaram em julho de 1986 e a basílica foi inaugurada pelo Papa João Paulo II em 10 de setembro de 1990.

A Basílica Nossa Senhora da Paz é considerada o maior edifício religioso cristão do mundo com 150 metros de largura contra 115 metros da Basílica de São Pedro, em Roma. É a basílica mais alta do mundo, o monumento religioso com a maior cúpula do mundo e o edifício religioso com a maior área de vitrais no mundo. A Basílica pode acomodar 18 mil pessoas, incluindo 17 mil pessoas sentadas e pode acomodar dezenas de milhares de fiéis na praça em sua parte externa.

No que diz respeito ao turismo, a Côte d´Ivoire tem um grande potencial turístico com monumentos, arquitetura colonial reconhecida como Patrimônio Mundial pela Unesco e uma grande infraestrutura hoteleira, bem como um litoral (fachada marítima no Oceano Atlântico) de quase 560 km.

A Côte d´Ivoire criou um vasto programa turístico chamado “Sublime Côte d ?Ivoire”, que é uma rota de turismo religioso, cultural, balneário, desporto, negócios, agroturismo e ecoturismo.

Qual a importância da agricultura para Côte d’Ivoire? O país é autossuficiente na produção de grãos e demais alimentos?

Embaixador Diamoutene Alassane Zié – A estratégia de desenvolvimento da Côte d´Ivoire é baseada no setor agrícola, que representa 21% do PIB e entre 50% e 60% das receitas de exportação. Os principais produtos de exportação são: cacau, café, algodão, dendê, caju, borracha, banana e abacaxi. Algumas culturas de alimentos e hortícolas como banana da terra, arroz, milho, abacaxi, inhame e mandioca são produzidos no país.

Nosso país é autossuficiente na produção de certas culturas. No entanto, para outros como o arroz, a Côte d´Ivoire não é autossuficiente. Nosso país importa cerca de 50% de seu consumo local de arroz. Todavia, implantamos uma política de produção de arroz para almejar a autossuficiência em arroz que é uma cultura de alta demanda de consumo.

Que mensagem o senhor gostaria de transmitir hoje ao povo brasileiro?

Embaixador Diamoutene Alassane Zié – A Côte d´Ivoire está aberta ao mundo exterior, ela é amiga de todos e inimiga de ninguém. É um país de paz. Estabelecemos o Programa de Desenvolvimento (PND) 2021-2025 com um custo global de implementação estimado em 118 bilhões de dólares americanos, e 74% deste total espera-se do setor privado. Esse PND oferece uma ampla gama de oportunidades de investimento em vários setores de atividades. Os investidores brasileiros são convidados a investir em Côte d´Ivoire.

Fonte: Diplomacia business

Deixe seu comentário para Côte d´Ivoire (Costa do Marfim), maior produtor de cacau do mundo

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR ESTE POST! Deixe agora o Seu Comentário :)
Avalie Este Conteúdo: 1 2 3 4 5
[Aguarde, Buscando Dados!]
Notícias Relacionadas

Publicidade

Vídeos

Vídeos